MUDAR O ÓLEO É VITAL PARA O SEU AUTOMÓVEL

MUDAR O ÓLEO É VITAL PARA O SEU AUTOMÓVEL

Imagen Principal: 

A mudança de óleo é um serviço imprescindível para a saúde de qualquer veículo. O bom funcionamento do motor e do automóvel, depende desta simples operação. A substituição do filtro do óleo deve realizar-se em simultâneo.

Porque é tão importante o óleo do motor?

  • #1. Porque lubrifica. O óleo gera uma película entre os componentes metálicos móveis do motor, evitando a fricção entre si e o consequente desgaste.
  • #2. Porque refrigera. Ao reduzir o atrito entre as peças, o lubrificante impede o sobreaquecimento, garantindo ao motor a temperatura ideal.
  • #3. Porque é anticorrosivo. O óleo contém aditivos que lhe conferem propriedades anticorrosivas, assegurando uma proteção extra às peças do motor.
  • #4. Porque limpa. O lubrificante possui detergentes para evitar a acumulação de sujidade. O óleo e o filtro, em conjunto, arrastam e retêm as partículas geradas pelo processo de combustão.

Porque é que tenho de mudar o óleo?

  • #1. Com o tempo e o uso do carro, o fluido interno do motor vai perdendo as suas capacidades. A troca de óleo é uma garantia de que as propriedades mais importantes continuam intactas e a exercer as suas funções corretamente.
  • #2. A longevidade de um veículo também é medida pelo estado em que se encontra o lubrificante. Mudar o óleo do motor significa acrescentar vida útil ao carro.
  • #3. Representa uma poupança a médio/longo prazo. O investimento nas mudanças de óleo evitará avarias graves (motor gripado, por exemplo) e custos avultados de reparação.
  • #4. A fatura anual do combustível também diminui se o óleo do motor estiver bom, pois uma lubrificação deficiente das peças conduzirá a um aumento do consumo.

Com que frequência devo fazer a mudança?

  • #1. A resposta apropriada a esta pergunta está no manual de instruções do veículo. Siga as recomendações sobre o tipo de óleo a utilizar e sobre os intervalos definidos pelo fabricante.
  • #2. A quilometragem e o tempo determinam a necessidade de mudar o óleo do motor. Os sintéticos resultam bem até aos 20.000 km, os semissintéticos até aos 10.000 km e os minerais até aos 5.000 km. Por outro lado, é recomendável a sua substituição uma vez por ano.
  • #3. O timing da troca também deve atender ao tipo de utilização do veículo e à sua antiguidade. Os cuidados devem aumentar quando circula, sobretudo, em zonas urbanas. O mesmo se aplica a carros mais antigos.